• Itamar Espíndola Advocacia

Evite problemas ao comprar ou alugar um imóvel, conheça os golpes mais comuns no mercado de imóveis


Condomínio.


Falsificação de documento


Uma cópia da escritura de um imóvel é adquirida no cartório de registro de imóvel por um falso vendedor de imóvel com o objetivo de falsificar informações pessoais do proprietário do imóvel como cpf e o número da carteira de identidade. Com essas informações em mãos o golpista assina a nova escritura do imóvel, no momento de sua venda, se passando pelo dono do imóvel, o que gera prejuízos para o proprietário legal do imóvel que acabou tendo seu bem vendido sem o seu consentimento e para o comprador do imóvel.




Documentação com nome sujo


Um golpe recorrente no mercado imobiliário é a venda de um imóvel, com dívidas pendentes associadas a ele, à um comprador sem que este saiba delas. Uma das maneiras utilizadas pelos golpistas para realizar essa venda é por meio da transferência do imóvel para uma pessoa de "ficha limpa". Após esse procedimento, o imóvel ou terreno é divulgado e vendido como se seus documentos estivessem todos legalizados, fazendo com que o comprador da propriedade tenha que se responsabilizar pelas dívidas em aberto do seu bem recém adquirido.




Venda do imóvel para várias pessoas


O vendedor de um imóvel age de má-fé ao vender o imóvel para vários compradores ao mesmo tempo sem que estes tenham conhecimento. Após o recebimento do valor da compra do imóvel das vítimas, o golpista desaparece, deixando no prejuízo todos os compradores, com exceção daquele que foi o primeiro a fazer a prenotação da compra no cartório de registro de imóveis, tornando-se o dono legal da propriedade após o registro.




Localização errada ou inexistente


O golpista realiza todo o procedimento de negociação da propriedade (geralmente um lote) com comprador sem lhe informar o local em que a propriedade está localizada, podendo ser diferente do endereço que se encontra registrado no cartório de registro de imóveis, ou até mesmo uma localização que não existe.



Dessa forma, é válido sempre realizar uma análise aprofundada da documentação registral e uma ou mais visitas aquele terreno ou imóvel que você deseja comprar antes da realização da compra para avaliar com mais segurança se vale ou não a pena adquirir a propriedade.




Venda de imóvel sem o consentimento do cônjuge


Um dos cônjuges vende o imóvel sem a autorização do outro, apresentando uma procuração falsa para realizar a venda do imóvel. Essa prática é ilegal segundo a legislação brasileira, permitindo que o cônjuge que não tenha conhecimento da transferência do imóvel e descubra sobre a venda, possa pedir a anulação da negociação de compra e venda.




Golpe da portaria


Nessa situação, ao ter conhecimento de que um apartamento está disponível para locação e que a chave do imóvel se encontra na portaria do condomínio, o golpista encontra um meio de obter acesso a chave do apartamento com o porteiro. Com a chave em mãos, o golpista se passa por corretor de imóveis ou dono da propriedade e dessa forma aplica um golpe as pessoas que estão interessadas em alugá-lo, as convencendo a pagar um valor para reservar o apartamento.


Após o pagamento dessa taxa o golpista desaparece, deixando as suas vítimas no prejuízo. Se você colocou o seu apartamento para alugar e optou por deixar a chave disponível na portaria do seu prédio, se certifique de informar ao porteiro as condições que os interessados em alugar a propriedade devem respeitar para poder ter acesso a chave do imóvel para realizar uma visita.




Viagem do proprietário


Um falso corretor, ao obter a chave do imóvel na portaria do condomínio, inventa a história de que o dono de um imóvel está viajando por um período longo e enquanto isso deseja alugar o seu apartamento, muitas vezes por um preço muito abaixo do que o preço de mercado, para obter uma fonte de renda extra enquanto está fora. Ao conseguir alugar o imóvel, o golpista desaparece com o dinheiro que conseguiu retirar da vítima através da negociação do imóvel.


Todo cuidado é necessário quando se está negociando a locação, compra ou venda de um imóvel. Uma das medidas que pode ser tomada para evitar prejuízos futuramente é a de verificar se o corretor de imóveis que está lhe auxiliando está registrado no CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis).


É preciso reforçar que a assessoria de um especialista na área imobiliária é fundamental para reduzir os riscos envolvendo a compra do seu imóvel, garantindo assim seguridade a toda negociação de compra e venda. Lembre-se: agir hoje é garantia de viver o futuro de maneira plena, sem preocupações.




Itamar Espíndola Advocacia Imobiliária & Sucessória


Aqui e agora para o seu futuro.


2 visualizações0 comentário